Sejam bem-vindos ao Camilla Luddington Brasil sua primeira, maior e melhor fonte de informações sobre a atriz Camilla Luddington, mais conhecida por interpretar Jo Wilson em Grey’s Anatomy! Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, entrevista traduzida, galeria de fotos, entre outros. O nosso site não é afiliado de maneira alguma com a Camilla, sua família ou seus representantes. Não somos a Camilla e não temos contato com a mesma. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e traduções pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos!

Foi divulgado ontem (8) uma entrevista concedida por Camilla ao site StyleCaster onde a atriz falou sobre seus trabalhos, vida pessoal, sua personagem em Grey’s Anatomy e muito mais. Confira abaixo:

Oito anos antes da première de Bridgerton, Camilla Luddington fez audição para o papel principal de outra série de época de Shonda Rhimes, chamada Gilded Lilys, um drama histórico nos anos de 1800 em Boston.
“Ficou entre eu e uma outra garota, e a outra garota ficou com o papel,” Luddington conta para StyleCaster.
A audição, no entanto, colocou Luddington no radar de Rhimes para um novo personagem na época em Grey’s Anatomy: Jo Wilson. O escritório de Rhimes entrou em contato com Luddington assim que ela havia terminado seu arco de seis episódios em True Blood, mas antes ela estava prestes a passar o fim de semana na Comic Con, em San Diego para promover os videogames Lara Croft. “A audição foi na sexta, e eu estava na Comic Con o dia todo, então eu estava tipo: “Ok, essa é uma oportunidade perdida, mas não posso fazer nada sobre isso”. ela lembra.

Enquanto estava na Comic-Con, a equipe de Luddington recebeu outra ligação do escritório de Rhimes, dizendo que o papel ainda não estava preenchido e se ela poderia fazer um teste na segunda-feira após a convenção. “Foram duas cenas muito simples,” diz Luddington. “Havia uma que era seduzir um médico, é claro, como se faz em Grey’s, e a outra era um diálogo médico.”

Luddington, que foi criada na Inglaterra e se mudou para os Estados Unidos quando adolescente, leu as cenas com sotaque inglês e americano. Dois dias depois, ela recebeu a ligação de que havia ficado com o papel e começaria a filmar na sexta-feira. “Foi um turbilhão selvagem de uma história para entrar no show,” ela diz.

Embora Luddington nunca tenha sido escalada para Gilded Lilys, ela esperaria ser considerada se Rhimes precisasse de uma atriz para interpretar uma “empregada em segundo plano” em Bridgerton. “Eu adoraria estar em Bridgerton! Não falei com Shonda. Se eu tivesse me deparado com ela, diria a ela que estou pronta para o meu espartilho”, diz ela. “Eu vi a série. Estou animada com a próxima temporada. Eu só estava lendo sobre o Duque não estar de volta. Tenho fortes sentimentos sobre isso. Mas estou animada para a próxima temporada. Se Shonda quiser que eu esteja nessa série, vou pegar um avião de volta para a Inglaterra e feliz por estar nele. Eu não li os livros, então não sei quais outros papéis precisam ser interpretados. Literalmente, eu seria uma empregada doméstica ao fundo varrendo se precisassem que eu fosse. Eu ficaria tão feliz.”

No entanto, até que esse chamado chegue, parece que Luddington está bem usando esfoliantes em vez de um espartilho em Grey’s Anatomy. À frente, Luddington conversou com o StyleCaster sobre como o enredo OB/GYN de Jo espelha sua própria jornada maternidade, o que o retorno de April Kepner significa para Jo e Jackson Avery, e por que ela espera que Grey’s Anatomy não termine com a 17 temporada.

Sobre a nova Jo na 17 temporada

“Teria sido diferente de qualquer maneira para Jo porque, obviamente, ela passou por um rompimento, mas a COVID virou tudo de cabeça para baixo. Parece uma série completamente diferente, para ser honesta, por causa da maneira como viemos trabalhar. Estamos sendo testados durante toda a semana. Nossos assentos estão a seis metros de distância. Eu sinto que esta é a primeira temporada em que não a vimos em um relacionamento. Mesmo na 9 temporada, ela estava namorando alguém—Chest Peckwell era seu apelido. Esta é sua primeira temporada, verdadeiramente única, mesmo que ela esteja fazendo sexo com Jackson Avery. O que eu gosto nesta temporada para ela é que esta é a primeira temporada em que ela está pensando sobre o que a faz feliz sozinha. Parte disso foi: eu quero sexo, o que é importante. A segunda parte é: estou mais feliz por ser cirurgião geral? É isso que eu quero fazer? E depois desviar-se para: ‘O OB é realmente a coisa certa para mim? Eu gosto de pensar nisso como a primeira temporada da Jo levando seu poder de volta e não sendo sobre mais ninguém além de si mesma.”

Sobre se Jo ainda está apaixonado por Alex

“Há episódios em que eu acho que sim e há episódios em que eu acho que ela ainda tem um desejo. A coisa mais difícil para ela e a coisa mais difícil em muitos rompimentos é que você está de luto pela perda do que achava que poderia ter sido. Há esse elemento de – e eu também imaginei para ela – que eles teriam bebês um dia e essa família ridícula. Jo achou que era isso para ela. A perda disso é realmente difícil. Juntamente com uma pandemia, você está sentindo a perda de até mesmo conhecer alguém novo. Ela tem aquela coisa bêbada onde está rindo de ter uma noite de encontro planejada, e tudo vai para a porcaria. Eu não acho que ela ainda esteja necessariamente apaixonada por Alex, mas ela ainda está trabalhando nisso.”

Se Jo e Jackson pudessem sair da zona de amigos

“Acho que agora eles são apenas amigos com benefícios. Lembro-me que no início da temporada realmente perguntei aos escritores: ‘O que está acontecendo aqui? O que devemos jogar?’ Eles estavam tipo, ‘Vocês estão fazendo sexo. Vocês são amigos fazendo sexo.’ É uma mensagem muito clara. É claro que, em Grey’s Anatomy, as coisas sempre podem mudar, mas agora, acho que Jo não precisa estar pulando em nada. Ela está apenas se divertindo com ele neste período sombrio em sua vida e no mundo. É bom para ela exatamente como é.”

Sobre como o retorno de April afeta Jo e Jackson

“Oh uau! Eu não acho que posso provocar nada, exceto que vai… como eu descreveria isso sem ser completamente demitida? Eu diria que isso põe as coisas em movimento. Isso é tudo o que posso dizer.”

Sobre como o enredo OB/GYN de Jo reflete sua própria jornada de maternidade

“Eu tenho minha filha—ela tem 4—e tenho meu filho. Ele é novo. Ele tem apenas 7 meses de idade. É estranho porque senti a mesma sensação que Jo sentiu. Aquela cena em que ela deu à luz o bebê. Eu tinha acabado de dar à luz ao meu filho não muito antes disso. Tenho uma memória muito clara de dar a luz na pandemia com uma máscara. Então, quando entrei na sala de OB para filmar naquela temporada, eu, como Camilla, estava animada. Eu era tipo, ‘Oh meu Deus! É quando o bebê nasce!’ Eu me conectei com esse enredo da mesma forma que ela. Sendo uma mãe nova e também jogando isso, tudo se reuniu como: ‘Sim! Bebês. Claro, bebês.’ Mas em um nível pessoal, estou muito cansada o tempo todo. Preciso de um pouco mais de corretivo pela manhã. É bom ter um paralelo acontecendo onde Jo está interessada em bebês e ela tem essa conexão com a bebê Luna, e eu também tenho meu novo bebê em casa.”

Nos finais falsos nos roteiros de Grey’s Anatomy

“[O retorno] fiquei muito surpresa com Derek. Eu não descobri sobre a noite em que foi ao ar. Eu sabia disso de antemão, mas sendo informada sobre isso, eu estava tipo: ‘Espere! O que estamos fazendo?’ É interessante porque todos os nossos roteiros nesta temporada são super, super mantidos sob segredo. Na verdade, até temos scripts que têm finais falsos para eles. Então eu realmente nem sabia que DeLuca ia morrer nesta temporada. Eu nem fui avisada sobre isso. Não recebemos a cabeça porque tudo estava tão secreto e ainda está. Para mim, em um nível de fã, essa foi a coisa mais chocante que li até agora esta temporada.

Descobri sobre isso lendo o roteiro na mesa de leitura. Me lembro de enviar mensagens de texto para as pessoas e ser tipo: ‘Isso não é… não… ele não está realmente… isso não está acontecendo agora.’ Normalmente, filmamos muito mais cenas juntos. Há cenas de grupo. Mas por causa do COVID, isso não acontece mais. Se eu tivesse tido a oportunidade de trabalhar mais com Giacomo nesta temporada, provavelmente teria sabido disso. Mas tudo foi mantido tão secreto.”

Sobre como ela ainda não sabe como Grey’s Anatomy vai acabar

“Eu sabia que muitos contratos de pessoas estavam acordados nesta temporada e sempre que isso acontece, você precisa de algumas coisas. Você precisa de uma coleta oficial dos estúdios e precisa que as pessoas voltem a assinar, então eu sabia que seria uma daquelas coisas em que parece diferente nesta temporada. Estamos chegando muito perto do nosso final, e ainda não sabemos. Isso parece muito, muito louco. Em um nível pessoal, eu adoraria ter outra temporada só para que possamos mostrar saindo do outro lado do COVID. Acho que seria ótimo estarmos no bar do Joe’s na próxima temporada e mostrar como é a vida depois do COVID. Mas essas decisões obviamente não me cabem, então eu só tenho que esperar com todos os outros para descobrir. Eu estava no trabalho ontem filmando e as pessoas ainda não fazem ideia. É uma grande coisa nesta temporada em que estamos todos dizendo: ‘Você sabe de alguma coisa? Você sabe o que está acontecendo?’ Geralmente não é tão secreto, mas toda essa temporada tem sido muito secreta. Geralmente temos alguma ideia do nosso final, mas nenhum de nós sabe. É um grande segredo.”

Salvo em: Destaques | Entrevistas | Notícias | Autor: Camilla Luddington Brasil







layout desenvolvido por lannie d. - Camilla Luddington Brasil